Você sabe como funciona um aparelho auditivo?

Você sabe como funciona um aparelho auditivo

Você sabe como funciona um aparelho auditivo?

Saber como funciona um aparelho auditivo é importante para quem tem necessidade de usá-los e para aqueles que podem auxiliar esses indivíduos. Além disso, o funcionamento do conjunto depende da preservação das peças que compõem o aparelho. Por isso, uma das formas de entender seu funcionamento é avaliar a função de cada componente para protegê-lo de certos fatores que podem prejudicar o aparelho.

Outro ponto crucial em entender o funcionamento do aparelho auditivo é que, a partir desse conhecimento, o indivíduo detectará qualquer problema que demandará ajuste ou assistência técnica. Quer saber como funciona o aparelho auditivo? Então, fique por aqui e descubra mais sobre esse assunto!

Quais são as principais partes de um aparelho auditivo?

Existem diversos modelos de aparelhos auditivos, sendo alguns mais simples e que necessitam de pilhas, enquanto outros mais modernos usam baterias com duração de longo prazo. Nesse caso, a decisão pela aquisição desse item dependerá da avaliação médica e do custo. No entanto, todos os instrumentos auriculares de escuta ativa são compostos por alguns destes componentes e têm as seguintes funções:

  • microfones — são pequenos fones que captam os ruídos mais ao fundo, capturando o som e transmitindo para outro componente chamado processador;
  • processador — após a captação, a informação sonora é convertida em sinais elétricos que são direcionados ao amplificador;
  • amplificador — serve par aumentar a sensibilidade do som e está conectado aos alto-falantes que serão transmitidos para o ouvido interno por meio de diversos tipos de moldes e o fio que chegará dentro da orelho;
  • bateria ou pilha — dependendo da versão do aparelho, o funcionamento ocorre por meio de pilhas ou baterias recarregáveis.

No ouvido interno, os impulsos auditivos chegarão ao córtex auditivo, região cerebral que interpretará esse processo, o que resultará na capacidade de ouvir. A partir daí, a pessoa conseguirá discriminar os sons, interagir com seus familiares e colegas de trabalho e aproveitar melhor a vida.

No caso dos aparelhos que usam pilhas, é importante que o indivíduo perceba, com o passar do tempo, quando chega a hora de trocar. Já os aparelhos que utilizam bateria costumam durar quase que o dia todo antes de precisar recarregar, o que pode ser uma vantagem para os indivíduos.

Ressalta-se que existem aparelhos auditivos indicados para os diferentes tipos de surdez, mas todos necessitam desses componentes para que o caminho sonoro seja adequado e melhore a capacidade auditiva do indivíduo.

Quando usar o aparelho auditivo?

Uma vez que esse instrumento tenha sido previamente indicado e discutido com o profissional clínico, é fundamental se atentar aos cuidados durante o uso para aproveitar os benefícios da escuta. Nesse sentido, os indivíduos devem higienizar previamente as mãos com água corrente e sabão antes de inserir o aparelho atrás da orelha. Em seguida, certifique-se de que o artefato ficou bem encaixado para evitar machucados durante o dia.

O ideal é que o paciente adapte o aparelho no período da manhã, de preferência após o banho matinal e somente o retire quando for se deitar ou se forem realizar atividades aquáticas durante o dia. Esse processo ajuda na adesão da rotina de sempre colocá-lo e retirá-lo no mesmo horário. Veja aqui quais são as outras atividades diárias que necessitam do uso do aparelho.

Durante o expediente de trabalho

Os indivíduos que precisam usar o aparelho auditivo devem fazê-lo em todas suas atividades, principalmente naqueles serviços que carecem de atenção, concentração e comunicação com seus colegas, como atividades de escrita e desenvolvimento operacional. Além disso, é importante usá-lo em reuniões de trabalho, almoço de negócios, treinamentos de novas rotinas, atividades repetitivas que são condicionadas por som, trabalhos manuais e alimentícios etc.

Nos contextos escolares

Existe uma forte relação entre depressão e perda auditiva, por isso, é essencial avaliar se capacidade de ouvir não interfere nos comportamentos sociais e afetivos dos indivíduos. Nesse caso, é importante saber como funciona um aparelho auditivo e usá-lo conforme informações médicas e do fabricante.

Além disso, é preciso ajustá-lo para aperfeiçoar o processo de aprendizagem tanto na pré-escola quanto na faculdade. A habilidade em ouvir complementa os demais sentidos e garante a consolidação dos ensinamentos que os professores e tutores repassam no ambiente escolar para os indivíduos durante as aulas.

Nas atividades recreativas

Existem algumas situações em que o uso do aparelho auditivo é necessário, como em algumas atividades recreativas e esportivas. No entanto, naquelas que envolvem respingos de água ou em ambientes de ruídos muito altos, não é recomendado.

Dessa forma, é importante usar o aparelho para fazer esportes coletivos como vôlei, basquete ou individuais como corridas, caminhadas, crossfit, dentre outras, desde que não haja incômodo para a pessoa. Nas atividades recreativas é possível usar o aparelho auditivo para facilitar a interação com as pessoas e aproveitar os momentos. Nessas situações se enquadram as viagens, excursões, visitas a museus etc.

Quais os cuidados para manter a funcionalidade do aparelho?

Saber como funciona o aparelho auditivo é um ponto importante para o indivíduo entender as peças que podem danificar o processo para captação de sons e como isso pode estragar permanentemente esse dispositivo. Conhecendo a função de cada componente é possível prever, mediante o problema apresentado, o que ocorrerá no processamento do som e quais medidas devem ser tomadas para evitar um dano maior.

Contudo, se o problema for detectado poucas semanas após a aquisição do produto e ainda estiver na garantia estabelecida pelo fabricante, é aconselhável solicitar a troca devido a um defeito de fabricação. Também é possível adquirir outro produto mais moderno mediante a complementação financeira, que seja mais discreto, mais potente e seja compatível com as atividades cotidianas do usuário.

Saber como funciona um aparelho auditivo é um dos conhecimentos que o indivíduo deve conhecer, pois facilita a identificação de falhas na captação e processamento do som e ajuda o usuário a entender a importância dos componentes do dispositivo. Dessa forma, quando detectar algo estranho, é interessante entrar em contato com o fabricante e tirar as suas dúvidas ou buscar informações com um profissional clínico.

E você, entendeu com funciona o aparelho auditivo? Já identificou algum problema nesse dispositivo? Deixe seu comentário!

Compartilhar este Artigo