Conhece as causas do zumbido no ouvido? Descubra 7 delas agora!

Conhece as causas do zumbido no ouvido? Descubra 7 delas agora!

Muitas pessoas já sentiram algum zumbido nos ouvidos, por exemplo, depois de um show, quando se deita após um dia cansativo ou quando se levanta de repente. Se ele ocorre esporadicamente nessas situações, pode até ser considerado normal. Já se for persistente, ou não tem razão aparente, é um sintoma que pode ser a expressão de alguma doença. Você sabe quais são as causas do zumbido no ouvido?

“Zumbido” é definido como qualquer ruído que é ouvido na ausência de um estímulo sonoro no ambiente. Ele pode se manifestar como cliques, estalos, chiados ou ser percebido como o ruído de um mosquito próximo ao ouvido.

Neste artigo, falaremos sobre 7 causas do zumbido no ouvido e quando suspeitar deles. Lembre-se que, para uma avaliação mais acurada, visitar um médico especialista ou um fonoaudiólogo pode ser de grande ajuda. Vamos lá?

1. Excesso de barulho

A causa mais comum de zumbido no ouvido é o excesso de barulho. Quem nunca ficou com o sintoma após uma noite na balada ou em algum show? É importante, no entanto, observar se o sintoma é passageiro: em um ou dois dias, espera-se que o zumbido no ouvido devido ao excesso de barulho já passe.

2. Envelhecimento

Popularmente, há uma conexão muito clara entre o zumbido no ouvido e o envelhecimento. Algumas pessoas acham, inclusive, que é comum pessoas idosas apresentarem o sintoma. Mas a relação não é tão simples quanto aparenta e não é normal que o zumbido esteja presente constantemente.

O que acontece é que o zumbido pode ser a primeira manifestação da diminuição na acuidade auditiva. Como essa perda geralmente ocorre na terceira idade, é comum que seu primeiro sintoma seja o zumbido. É importante ficar atento à progressão da intensidade do sintoma e procurar um médico para estabelecer o diagnóstico.

3. Uso excessivo de medicamentos

Essa é outra causa que tende a acometer mais pacientes na terceira idade, que frequentemente fazem uso de vários remédios. Alguns antibióticos, antidepressivos, diuréticos e drogas utilizadas para o câncer podem ser responsáveis pelo zumbido no ouvido. Atente para a prescrição médica e leia a bula para saber se o sintoma é devido ao uso de medicamentos.

4. Acúmulo de cera

A cera é fundamental na saúde do nosso ouvido. Ela protege a mucosa auditiva e o tímpano, prevenindo contra infecções e objetos estranhos que possam se alocar no órgão. Quando ela está em excesso, no entanto, pode ser uma das causas do zumbido no ouvido.

Caso o canal auditivo seja obstruído pelo acúmulo de cera, toda a função da audição pode estar prejudicada. Daí surge o zumbido. Nesse caso, ele também estará acompanhado de dor, perda da audição, coceiras e episódios de tontura.

5. Lesões no ouvido

Qualquer lesão localizada no ouvido pode gerar o zumbido como um de seus sintomas. Objetos inseridos no canal auditivo, produtos químicos e exposição ao calor são algumas das causas de lesões e a mais comum delas é a perfuração timpânica.

Inflamações ou infecções na área também podem causar zumbidos, mas por outra razão. Ocorre, nesse caso, rigidez dos ossículos do ouvido médio, prejudicando a diferenciação de estímulos sonoros. Como os zumbidos geralmente se intensificam no silêncio, a diminuição da acuidade auditiva os amplifica.

No caso de qualquer lesão no ouvido, o zumbido geralmente estará acompanhado de sintomas típicos. como dor repentina, sangramentos ou diminuição da audição. No caso de infecções ou inflamações, os sintomas que podem acompanhar são febre, dor localizada e mal-estar geral.

6. Problemas odontológicos

Embora possam parecer desconectados, problemas odontológicos causam zumbidos no ouvido. Isso ocorre porque a mandíbula está muito próxima à região do ouvido, principalmente na porção próxima à sua articulação.

Os sintomas que acompanham essa causa, é claro, estão relacionados aos dentes: dor, sensibilidade aumentada e infecções podem indicar precocemente algum problema na área. O zumbido causado por problemas odontológicos geralmente se manifesta com estalos ao abrir a boca. 

7. Doenças sistêmicas

As doenças sistêmicas são aquelas que acometem todo o corpo e não apenas o ouvido. Pacientes que sabidamente as possuem devem ter atenção redobrada com o zumbido no ouvido, pois ele pode significar avanço da doença ou alguma complicação. Confira, a seguir, algumas doenças sistêmicas que podem causar o zumbido no ouvido.

Diabetes

A diabetes é caracterizada pelo aumento dos níveis de glicose no sangue e resistência à ação da insulina. Um dos danos é o acúmulo de sorbitol dentro dos neurônios, que prejudica sua função e gera a neuropatia diabética. Como o estímulo auditivo é levado para o cérebro através de nervos específicos, diabetes descompensada pode gerar o zumbido.

Doenças cardiovasculares

Entre as principais doenças cardiovasculares estão a hipertensão arterial e a insuficiência cardíaca. Essas doenças podem diminuir o aporte sanguíneo para as estruturas do ouvido, fazendo com que elas funcionem mal. O zumbido surge, portanto, como um sintoma de alerta de que a perfusão sanguínea não está adequada para o ouvido.

Depressão

A depressão está relacionada a alterações de neurotransmissores em nosso cérebro. Entre os sintomas que ela pode causar está o zumbido no ouvido, justamente pelas disfunções na comunicação neuronal. Entre os sintomas que o acompanham, nesse caso, estão o desânimo, a prostração e alterações no sono e no apetite.

Estresse

Estresse contínuo pode causar o zumbido no ouvido por um mecanismo que chamamos de multifatorial, quando estão envolvidas várias alterações que levam ao sintoma. Nesse caso, perceber o gatilho para o zumbido é fácil, devendo ele estar associado a picos de ansiedade ou irritação. Tonturas também podem estar associadas.

Como vimos, as causas do zumbido no ouvido são várias. Algumas delas podem ser simples e de resolução espontânea; outras indicam doenças mais sérias e necessitam de investigação. Se há a progressão da intensidade dos sintomas e a presença de comorbidades, é preciso ficar alerta. Na dúvida, o melhor a fazer é procurar um profissional para realizar o diagnóstico e prosseguir ao tratamento.

Gostou de saber as causas do zumbido no ouvido? Gostaria de saber mais sobre saúde auditiva e cuidados com aparelhos auditivos? Então siga-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook e no YouTube.

Compartilhar este Artigo