Descubra a evolução do aparelho auditivo!

evolução do aparelho auditivo

Descubra a evolução do aparelho auditivo!

Com o avanço da tecnologia também somos beneficiados com a evolução do aparelho auditivo. Apenas quem sofre com a perda da audição consegue entender como esses dispositivos beneficiam o seu dia a dia e os ajudam a voltar a ter a sua independência. Sendo assim, é importante entender como esse progresso acontece para saber o que é acessível nos dias de hoje.

Nesse momento, é importante lembrar que qualquer avanço pode significar muito para o idoso que sofre com a perda de audição, por esse motivo, estar antenado a essas novidades é essencial para ajudar o idoso a ter uma melhor qualidade de vida.

Neste artigo vamos mostrar a você um panorama sobre o desenvolvimento dos aparelhos auditivos, como a tecnologia tem tornado cada vez mais sofisticada e confortável para o usuário e as tendências para o futuro. Vamos começar?

Como surgiram os aparelhos auditivos?

Durante centenas de anos, profissionais se envolveram na luta por tentar corrigir a perda auditiva dos pacientes. Dessa forma, os aparelhos auditivos percorreram um longo caminho para chegar até aqui e poder oferecer ao usuário o bem-estar que ele tanto merece. Embora ela já ofereça muitos benefícios, essa tecnologia está em constante evolução, pois o caminho da perfeição ainda é um alvo distante.

No século XIII, as pessoas que sofriam com a perda de audição usavam chifres ocos de animais, como carneiros e vacas, como aparelhos auditivos primitivos. Somente no século XVIII que o dispositivo se modernizou, sendo o chifre substituído por um trompete. As trombetas auriculares foram as primeiras tentativas do homem a desenvolver um aparelho para possibilitar que as pessoas com deficiência auditiva voltassem a ouvir.

Entre os séculos XIX e XX foram desenvolvidos os primeiros modelos eletrônicos. A partir de 1920, os aparelhos auditivos que usavam tubos a vácuo, aumentam a sua eficiência em 70 decibéis (dB). Em 1938 as tecnologias melhoraram e os dispositivos passaram a contar com receptor, fone de ouvido e fio que podiam ser presos em roupas. No entanto, era necessário fazer uso de uma bateria de ficava presa na perna do usuário.

No final do século XX, os pacientes passaram a ter acesso aos aparelhos analógicos. Nessas versões, o microfone permanecia na parte interna do ouvido e um fio o conectava a um amplificador e, também, a uma bateria que era presa na região da orelha. Essa evolução fez muito sucesso na época e permaneceu viva até os anos 80. A partir daí, foram criados chips que processavam sinais digitais nos dispositivos.

Por fim, chegamos ao século XXI, nesse período os aparelhos auditivos começaram a contar com personalizações, flexibilidade e finos ajustes. Porém, é claro que há muitas descobertas pela frente, por isso, é importante ater às novidades do mercado para não deixar de usufruir dos benefícios que esses recursos têm a oferecer aos usuários.

Como a tecnologia vem ajudando deficientes auditivos?

A A&R Aparelhos Auditivos trabalha com os aparelhos da Siemens desde 2007. A cada ano, eles evoluem a tecnologia baseada nas experiências e pesquisas feitas com os próprios pacientes. A cada evolução, o dispositivo vem com tudo o que foi positivo e os ajustes em algumas queixas que os usuários tiveram.

Hoje, por exemplo, há um aparelho livre de bateria. Como o perfil de público é mais idoso, ele tem muita dificuldade de fazer a troca e existe um modelo que é colocado no carregador. Dessa forma, a queixa de não conseguir usar o dispositivo auditivo foi solucionada.

Os pacientes da empresa, por terem uma perda de audição, têm muita dificuldade em assistir televisão. Hoje, há um acessório que consegue conectar o aparelho auditivo com a televisão, assim, o paciente consegue escutar o som direto no aparelho.

Em relação às outras queixas em ambientes desafiadores, como restaurantes e reuniões, o usuário tem muita dificuldade de entender o que todas as pessoas estão falando naquele local. Hoje, existem os microfones direcionais que permitem melhor entendimento de fala no barulho e recursos que diminuem e suavizam o ruído de ambiente e de impacto e deixam o aparelho mais confortável e a pessoa mais à vontade para interagir socialmente.

Fazer caminhada tranquilamente sem o barulho do vento? Isso também é possível com o uso desses novos aparelhos! Essas evoluções aconteceram ao longo do tempo e melhoraram a qualidade de vida dos pacientes.

Os preços dos aparelhos auditivos variam muito?

Sim! Na marca representada, a Siemens/ Signia, a tecnologia avançada está acessível em três níveis de plataformas. Há a versão com recursos mais econômicos, uma mediana e outra mais completa.

De início, o paciente pode até comprar um dispositivo mais econômico, pois todos os acessórios são fornecidos para garantir a sua praticidade e conforto. Assim, com o passar do tempo e de acordo com a sua adaptação ao aparelho auditivo, ele pode optar por outro que tenha mais funcionalidades, mas, nesse caso, consequentemente ele terá que desembolsar uma quantia um pouco maior para ter acesso à tecnologia.

Quais são as tendências para aparelhos auditivos no futuro?

A tendência está na evolução no sentido de escutar e não entender. Nesse sentido, as inovações estarão focadas:

  • no microfone do aparelho: que dará o entendimento de fala;
  • nos redutores de ruídos: para oferecer mais conforto ao paciente;
  • nos aplicativos: para facilitar o atendimento aos pacientes que moram em outra cidade e não podem comparecer na consulta.

Em relação a esse último, o usuário apenas precisará entrar em contato com o fonoaudiólogo pelo app para que os ajustes possam ser realizados de maneira remota. A tecnologia também tem pensado na compatibilidade dos aparelhos com os smartphones, o que já é uma realidade hoje em dia. Além disso, estão sendo lançados aparelhos cada vez menores e cheios de recursos.

Como você pode perceber, a evolução do aparelho auditivo é constante. Por isso, é válido ressaltar que os profissionais sempre estão em busca de melhorar cada vez mais o dia a dia de quem sofre com a perda de audição. Nesse sentido, é importante ficar atento às novidades do mercado para oferecer às pessoas que você ama a oportunidade de ter uma vida melhor.

Quer conhecer os principais aparelhos auditivos disponíveis no mercado? Então entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo nessa questão!

Rosana Munhoz

Fonoaudióloga Especialista em Audiologia

Criada 6 4028 / CFFa 4191/08

Compartilhar este Artigo