Saiba como encontrar aparelhos auditivos em BH

Saiba como encontrar aparelhos auditivos em BH

Saiba como encontrar aparelhos auditivos em BH

Quando se descobre a necessidade de se usar aparelho auditivo, é normal que muitas dúvidas relacionadas à compra possam surgir. Qual é a melhor marca ou mesmo o modelo mais apropriado são alguns dos questionamentos mais comuns. Além do mais, encontrar uma loja de confiança é importante. Mas será que é fácil encontrar aparelhos auditivos BH?

Antes de procurar uma loja, você precisa se certificar quanto às necessidades de uso do aparelho e, para isso, um médico otorrinolaringologista deve ser consultado. Será o profissional da saúde que conseguirá identificar se existe ou não um grau de surdez, além de dizer também quais são os aparelhos mais indicados para a condição específica de cada paciente.

Para você que tem dúvidas sobre onde adquirir aparelhos auditivos em BH e como se certificar de que será uma boa compra, abaixo, listamos algumas informações e dicas práticas. Confira!

Por que é importante escolher um bom aparelho auditivo?

A audição é um dos sentidos mais importantes para o dia a dia de qualquer pessoa, seja para o convívio familiar, estudar, trabalhar ou mesmo estar entre amigos. No entanto, é comum as pessoas em todas as faixas de idade precisarem recorrer ao uso de aparelhos auditivos por inúmeras razões.

Normalmente, quando se fala em surdez associamos a condição à figura de um idoso. Isso acontece porque ao longo dos anos, naturalmente, as pessoas vão perdendo a capacidade auditiva e muitas pessoas mais velhas precisam dos aparelhos para recuperar desde leves a severas perdas da capacidade de audição. Mas vale ressaltar que jovens e mesmo crianças, eventualmente, podem necessitar do mesmo recurso.

Considerando que a audição tem um grande impacto no cotidiano, quando é identificada a necessidade do uso de aparelho auditivo, não tenha dúvidas que é preciso escolher entre as melhores opções do mercado. Constantemente, essa indústria está em busca de novas tecnologias para melhorar a eficiência e recursos dos dispositivos, bem como questões estéticas e de conforto também.

Justamente por isso é que, nem sempre, os preços são atrativos. No entanto, como para qualquer outra questão de saúde, é sempre preciso buscar as melhores alternativas dentro da realidade de cada pessoa.

Quando o aparelho deve ser usado?

Quando o aparelho deve ser usado?

Antes de tudo, somente um profissional da saúde específico é quem poderá determinar se você precisa ou não de um aparelho. A necessidade será identificada por meio de exames que conseguem apontar exatamente qual é o nível de surdez — quando o problema existir.

Hoje, recomenda-se o uso do dispositivo mesmo quando a pessoa tem apenas uma perda auditiva considerada leve. Alguns sintomas podem te ajudar a perceber se é preciso ou não procurar um médico.

Situações como as listadas abaixo podem servir como uma alerta para marcar uma consulta:

  • dificuldades para conversar ao telefone ou em lugares com muito barulho;
  • assistir televisão em um volume acima do que as outras pessoas, em geral;
  • é preciso fazer leitura labial durante uma conversa para entender o que o outro está dizendo;
  • perda de interesse para situações que envolvam convívio com outras pessoas.

Pouco a pouco, alguns sinais vão deixando claro que algo não está indo tão bem. Por exemplo, quando o idoso passa a não querer mais ter convívio social, já que a dificuldade para compreender as outras pessoas o deixa constrangido, quando ele passa a assistir televisão em um volume acima do normal para as outras pessoas e quando há dificuldades para compreender ligações telefônicas, certamente há algo que precisa ser investigado.

Quais os graus de surdez?

Você sabia que existem variados graus de surdez, desde casos mais simples até situações de surdez profunda? Mas seja qual for o nível, existe um aparelho mais adequado e, novamente, o próprio médico pode ajudar o paciente nessa escolha.

Quando se faz um exame chamado audiometria, seja por um médico ou fonoaudiólogo, a capacidade auditiva do paciente será medida em decibéis (dB). Por exemplo, alguém que consegue identificar sons abaixo de 20 dB, um volume bem baixo, é considerada com a capacidade auditiva normal.

De maneira geral, os graus são classificados das seguintes formas:

  • 0 a 20 dB — nessa faixa, a pessoa consegue ouvir todos os sons e a capacidade auditiva é considerada normal;
  • 21 a 40 dB — esse resultado significa surdez leve;
  • 41 a 70 dB — essa é considerada surdez moderada;
  • 71 a 90 dB — essa é a perda auditiva classificada como severa;
  • acima de 91 dB — essa é a classificação para perda auditiva profunda.

Como pesquisar os melhores modelos?

Principalmente para aquelas pessoas que vão adquirir o primeiro aparelho auditivo, muitas dúvidas podem surgir, especialmente porque o mercado oferece diversas opções de modelos. Nesse caso, a primeira dica é pesquisar quais são as empresas fabricantes de referência no mercado, bem como também as lojas especializadas de maior credibilidade.

Converse com o seu médico e também com pessoas que já usam o aparelho, se possível, pois elas poderão dar algumas dicas bem úteis. Comprar de uma loja especializada também faz toda a diferença, já que elas contam com uma maior variedade de modelos que vão atender às diferentes necessidades.

Para cada faixa de perda auditiva, são indicados determinados aparelhos e um médico ou profissional de loja especializada poderá te ajudar com isso. Por exemplo, um modelo intracanal, que é colocado no canal auditivo, serve para quem tem perda auditiva leve, moderada ou severa. Já o retroauricular é indicado para desde casos leves até surdez profunda.

Por que comprar de empresas especializadas?

Por que comprar de empresas especializadas?

Por mais que os aparelhos auditivos possam ser encontrados em lojas não especializadas, recomenda-se que você procure um lugar que trabalhe apenas com esse tipo de produto, pois desde o atendimento até o pós-venda serão dedicados exclusivamente para atenderem às suas necessidades para melhorar a capacidade de audição.

Por exemplo, quando você compra de uma loja não especializada, certamente, os responsáveis pelo atendimento não conhecem detalhes importantes e nem saberão te explicar tudo sobre o produto que você tem interesse.

Por isso, para você que mora em BH ou em qualquer outra região do Brasil, não hesite em buscar os nossos serviços especializados. A A&R Aparelhos Auditivos é uma empresa criada em 2007 e, desde então, tem se tornado referência no assunto de aparelhos auditivos no estado de Minas Gerais.

E se você gostou deste post sobre aparelhos auditivos BH, aproveite e entre em contato conosco agora mesmo para conhecer os melhores produtos do mercado!

Compartilhar este Artigo